terça-feira, 1 de abril de 2008

Não tenho pressa: não a tem o sol e a lua.


Não tenho pressa: não a tem o sol e a lua.
Ninguém anda mais depressa do que as pernas que tem.
Se onde quero estar é longe, não estou lá num momento.
(Alberto Caeiro)

Escolhi este pequeno poema para expressar a minha relação com este webfólio – está lá longe.
Vai ser uma adaptação lenta a este espaço, a este tipo de registo, não só pelo formato mas também pelo conteúdo. Pois reflectir é uma tarefa difícil e requer muito tempo.
No entanto, gosto do desafio de experimentar algo de novo.
Portanto, aqui registarei as reflexões que o meu percurso nesta unidade curricular de Investigação Educacional me suscitar.
Aos visitantes deste espaço - professores, colegas e outros navegantes da blogosfera - resta-me desejar as boas-vindas com a promessa de esporádicos salpicos de poesia.
E, é claro, comentários serão recebidos com muita alegria!

Fica aqui um abraço para todos vós!

2 comentários:

Mário Santos disse...

Olá Célia,

Efectivamente a pressa não é boa conselheira...

Mas o que me fez deixar aqui um comentário, foi aquela frase "do saber à descoberta"... é uma daquelas frases a que eu chamo frases "loop", pois o ciclo só se completa com a outra parte "da descoberta ao saber"... dá que pensar, não é? E eu que não gosto nada destes "trocadilhos"... ;-)

Boa sorte nesta tua actividade e muito sucesso!

Saudações,

Mário

isabel disse...

Olá minha querida.
Passou-me pela cabeça pesquisar coisas e pessoas e lembrei-me de ti. e encontrei-te na net, sem contar.
Espero que continues muito feliz, como te vi há 2 ou 3 verões atrás, quando me acolheste na Atouguia, com os meus amores, Alexandre e Eduardo. E claro ainda com o teu muito amigo zé paulo.
Um beijo e desejos de felicidades, tts qtas p mim.
Isabel Gonçalves